A Segunda-feira é das almas

Em estoque, envio imediato!
R$36.00 + correios

Em A segunda feira é das almas, Monique Augras, nos fala da multiplicidade de mediadores, almas, santos, espíritos e entidades da cultura brasileira que teriam a função de evitar conflitos. “Santos do povo”, fantasmas, crianças milagreiras, bandidos, espíritos de toda espécie e entidades de origens várias, que povoam o “Além brasileiro”, multifacetado, dinâmico, assombrado e assombroso, reflexo, no outro mundo, de um Brasil rico e cheio de contradições.

Uma das funções da religião é assegurar que o mundo exista da maneira como ela o descreve, que é preciso obedecer a leis e cumprir rituais para mantê-lo em sua estrutura, de modo a livrar-nos da insanidade e do caos. É dizer que atende a uma dupla finalidade: psicológica – pois um mundo sem sentido desemboca na loucura – e sociológica – pois a sociedade e as instituições, para se manterem, implicam a manutenção de um sistema relativamente estável de regras.

Em A segunda feira é das almas Monique Augras nos fala da multiplicidade de mediadores, almas, santos, espíritos e entidades da cultura brasileira que teriam a função de evitar conflitos. “Santos do povo”, fantasmas, crianças milagreiras, bandidos, espíritos de toda espécie e entidades de origens várias, que povoam o “Além brasileiro”, multifacetado, dinâmico, assombrado e assombroso, reflexo, no outro mundo, de um Brasil rico e cheio de contradições.

Monique Augras, nasceu na França, onde formou-se em Psicologia. Completou seu Doutorado na Universidade de Sorbonne, Paris e foi professora titular da PUC-Rio.

1ª edição, 144 páginas

ISBN: 9788534704854
Formato: livro impresso
Tamanho: 14cm x 21cm x 1cm
Encadernação: Brochura
Editora: Pallas
Autor: Monique Augras

Adicionar ao Carrinho